António Reis é um jovem pescador desportivo natural da freguesia de Praia de Mira, concelho de Mira distrito de Coimbra situada no litoral centro de Portugal

É um apaixonado pela pesca desportiva lúdica e de competição de Surfcasting (Pesca de fundo), que vai na sua sétima época como atleta federado e que conta já no seu palmarés com um titulo de campeão nacional da 1ª divisão Nacional  e de Vice Campeão Nacional 3ª Divisão Norte, contando já com três internacionalizações representando Portugal em três campeonatos do mundo sangrando-se campeão mundial por equipas em 2018 no Pais de Gales e medalha de bronze individualmente conquistando ainda o troféu de maior exemplar capturado durante o campeonato do mundo em masculinos.

Sabendo-se da importância que a pesca tem na vida do António Reis e do seu desenvolvimento como atleta, gostaríamos de saber:

Como nasceu o gosto pela pesca ?

O gosto pela pesca veio do meu avô materno, desde muito cedo tinha cerca dos 10 anos de idade

Qual o seu tipo de pesca favorito, há quanto tempo compete federado?

Pesca de fundo Surfcasting, sou federado há sete anos.

Com que frequência e como se prepara para uma prova?

Faço muita pesca lúdica para não perder o ritmo, a nível de material tento me preparar o melhor que consigo, face às minhas posses.

Face ao apuramento para a seleção nacional como se preparou para o campeonato do mundo?

A preparação para um mundial é essencial ser feita pelo grupo e nesse aspeto o grupo foi dez estrelas.

Que tipos de apoios teve para preparar a sua participação no campeonato do mundo ?

Tive apoios da Camara Municipal de Mira , da Junta de Freguesia da Praia de Mira, da Federação Portuguesa de Pesca Desportiva, da marca de pesca Cormoura, da Mafipro e da loja de Pesca Hotrod Kit Fishing e claro do meu clube.

Que balanço faz da sua participação no campeonato do mundo e da seleção nacional?

Melhor não podia ter corrido além do titulo de campeões do Mundo por equipas, fica o espírito de grupo. O reforçar de uma amizade entre todos que jamais esquecerei.

Qual a sensação e experiência de poder viver e contribuir para a conquista do titulo mundial com a seleção nacional? Como foi a receção na chegada a Portugal?

Para um pescador de competição é o ponto mais alto ser campeão mundial ao representar o seu país, a chegada ao aeroporto apesar de ter sido dado conhecimento à comunicação social, ninguém apareceu, tivemos a receção de poucas pessoas.

Qual a sensação de pescar um peixe grande durante uma prova do campeonato do mundo, e depois subir ao palco na cerimónia de encerramento para receber o prémio de maior exemplar pescado por um atleta masculino?

A sensação é muito boa, quando se pesca um peixe grande em prova traz-nos motivação

Sendo a pesca desportiva em Portugal e um dos desportos que provavelmente terá mais títulos europeus e mundiais, que tipo de apoios recebem do estado? É viver um sonho sem existir reconhecimento por parte das entidades oficiais?

Os apoios são muito poucos, valorizando muito pouco os feitos conseguidos por nós pescadores portugueses.

Quais os seus objetivos daqui em diante na pesca desportiva?

Continuar a ganhar títulos e fazer de tudo para melhorar a pesca de competição em Portugal.

Que conselhos pode deixar às meninas que gostem de pesca e queiram iniciar a sua prática?

Venham experimentar é um desporto saudável, pelo convívio e as amizades que se fazem.

 

Desejo a todos uma óptima época desportiva.

Um abraço!

 

 

Obrigado ao António Reis por esta entrevista, partilha de conhecimento e pela mensagem que nos deixam, mais conhecedores e enriquecidos sobre a Pesca Desportiva de competição em Portugal.

Aos nossos leitores esperamos que tenham gostado, e podem deixar uma mensagem ao António Reis nos comentários aqui no site. Obrigado a todos.

Sem comentários

Deixar uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Anterior PescaLudica.pt, seja parceiro!
Esta é o artigo mais recente.